Otoplastia gratuita pelo SUS – Veja como conseguir

Publicidade

Afinal, o que é a otoplastia? Mais conhecida como cirurgia para corrigir a “orelha de abano”, a otoplastia é uma cirurgia plástica. Ela é utilizada para corrigir a angulação da orelha de pessoas que possuem essas disparidades. Muitas vezes são tratadas de forma estética.

É possível realizar a otoplastia grátis pelo SUS, mesmo sendo considerada uma cirurgia plástica de cunho estético. Pois, em algumas ocasiões, essas questões provocam má qualidade de vida e, sendo muitas dessas crianças vítimas da prática de bullying em ambiente escolar. 

Publicidade

Para fazer a otoplastia pelo SUS é necessário observar os critérios de seleção e requisitos. Nem todas as pessoas estão aptas a serem contempladas com esse procedimento estético. Apesar disso, é um processo que tende a gerar maior qualidade de vida para as pessoas.

Otoplastia pelo SUS (imagem: Google)

O que é a otoplastia?

Muitas pessoas nascem com as famosas “orelhas de abano” o que, em vários casos, acaba provocando apelidos, xingamentos, discriminação e bullying por parte de outras pessoas. A cirurgia reparadora é chamada de otoplastia e visa melhor a qualidade de vida e gerar mais confiança.

Visando promover melhorias estéticas no paciente, a otoplastia promove melhor qualidade de vida para muitas pessoas. Independente da idade, é possível realizar o procedimento. Claro, respeitando as recomendações e a partir da recomendação médica para a realização da cirurgia.

O procedimento costuma ser simples com recuperação fácil e rápida. É uma ótima solução para quem desejar corrigir as orelhas avantajadas. De modo geral, é um procedimento utilizado por muitas pessoas. A cirurgia é responsável pelo aumento da auto-estima e qualidade de vida.

Publicidade

Quem pode realizar o procedimento?

Cirurgias plásticas pelo SUS possuem um rigoroso critério de seleção. Afinal, não são todas as pessoas que estão aptas a realizarem esse tipo de procedimento. Par ao SUS, entende-se que as cirurgias plásticas devem ser de cunho reparador, ou seja, precisa promover melhorias estruturais e não somente estética. 

Apesar da Otoplastia possuir um caráter mais estético, existe uma explicação para que seja realizada gratuitamente pelo SUS. Entende-se que essa situação pode implicar em problemas de outra natureza, como, por exemplo, desencadear problemas psicológicos e bullying.

Dessa forma, pessoas que sofrem algum tipo de agressão psicológica ou necessitam devido a questões reparadoras, estão aptas a disputar a uma vaga na fila de cirurgia. Sim, existem filas para que esse procedimento seja realizado. A alta demanda acaba aumentando as filas de espera. 

Onde é realizado o procedimento?

O procedimento cirúrgico poderá ser realizado em unidades de saúde, hospitais escolas e, até mesmo, em clínicas particulares, mas de forma gratuita. Para realizar o procedimento são necessários cirurgiões médicos, que muitas vezes são de difícil acesso, são poucos os especializados. 

Geralmente é possível realizar o procedimento em hospitais escolas. Nesse caso, médicos capacitados utilizam do ambiente para ensinar aos seus alunos e promover uma melhoria na qualidade de vida do paciente. No final das contas, todos saem ganhando. 

Existem algumas situações em quê clínicas particulares oferecem o serviço gratuito, ou, como em muitos casos, são custeadas pelo SUS para realizar esse tipo de cirurgia. São as chamadas parcerias de saúde pública-privada. Uma forma de desafogar as grandes filas de espera.

Como conseguir a cirurgia?

Para conseguir a cirurgia, primeiramente é necessário possuir cadastro no SUS. Para todo e qualquer procedimento ou atendimento realizado em alguma unidade pública de saúde, faz-se necessário o uso do cartão SUS. Para realizar o cadastro no SUS é necessário informar os seguintes dados:

  • Nome completo do usuário;
  • Nome completo da mãe;
  • CPF – Cadastro de Pessoa Física;
  • Endereço válido;
  • Email pessoal;
  • Telefone para contato em situações de urgência;

O cadastro poderá ser realizado de maneira presencial ou de forma online. Após realizar o cadastro, é necessário marcar uma consulta para poder explicar a situação e ser avaliado por um profissional da área. A partir do aval médico, é preciso seguir este passo a passo:

  • Solicitar a autorização da guia médica fornecida pelo médico;
  • Apresentar os documentos de identificação junto à guia médica;
  • Aguardar a autorização ser feita na secretaria competente;
  • Após a aprovação, é necessário aguardar até que seja aceito o pedido e a marcação de uma possível data;
  • No dia marcado, será preciso levar a documentação além da autorização da cirurgia.

Para a angústia de muitas, infelizmente, existem filas que adiam o sonho e o desejo de realizar o procedimento cirúrgico. Porém, na maioria das vezes vale a pena aguardar. Desistir não é uma boa opção, porém é preciso ter bastante paciência. Para mais informações, basta acessar o portal da saúde.

Publicidade